quinta-feira, 7 de junho de 2012

PRIMEIRA PÁGINA

              

                  CANDIDATAS AO 1º CONCURSO

         GAROTA PESCADOR EM FOCO 2015 !


EM BREVE ABERTURA DA VOTAÇÃO!


KÁREN DUARTE
AYWMME JÉSSICA
LAIS BORBOREMA
LUCIANA OLIVEIRA

JHENIFER KELLY
ADRIELLE SOUZA
THALITA MIRANDA


MARINA ALEIXO



VICE - PREFEITO DE PESCADOR É 

CASSADO !


Nesta terça-feira,10 de março 2015, a cidade de Pescador -MG foi surpreendida com a notícia da Cassação do mandato do Vice- Prefeito GILVAM MATTOS  ( popular DODINHA ).
A Promotoria de Justiça da Comarca de Itambacuri GRAZIELA GONÇALVES RODRIGUES, expediu a decisão judicial condenando o Vice- prefeito com a perda do mandato declarada.
De acordo com a decisão Judicial ,tanto Gilvam Matos, quanto o ex- prefeito Delio Pacheco tiveram seus direitos políticos declarados suspensos pelo prazo de 05 anos.
AGUARDEM DEPOIMENTO DO EX VICE- PREFEITO AQUI NA PÁGINA DO BLOGGER, esclarecendo tudo sobre os motivos que levaram a perca do seu mandato.  

MOTIVOS QUE LEVARAM A CASSAÇÃO DO VICE-PREFEITO DE PESCADOR!

De acordo com cópia do PODER PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS -Termo de Audiência, os fatos relatados mostram que no dia 30 de Novembro de 2009 , Gilvan Mattos ( dodinha ), moveu uma Ação Cívil Pública contra Délio Engrácio Pacheco.
Consta dos autos que o primeiro requerido tinha uma dívida de 950,00 com o Sul - América F.C e em conluio com o segundo requerido, pagou a referida dívida através de notas fiscais falsas.O laudo pericial , realizado logo após os fatos, não deixa dúvidas de que a suposta reforma  de carteiras alegada pelos requeridos não ocorreu.
TESTEMUNHAS DO PROCESSO -  A primeira testemunha ouvida, afirma que viu as carteiras saindo da Mercearia do padre, mas não sabe quando, de qual escola eram, o que estavam fazendo lá, para onde iam, etc. Não lembra sequer porque passava naquela rua. A segunda testemunha nada sabe sobre os fatos. Já a terceira permite concluir que ela ou a primeira está mentindo, pois afirma que foi a primeira testemunha que mandou  que carregasse o caminhão com as carteiras da escola e que tinha afirmado que elas iriam pra reforma, o que foi negado pela primeira, que disse nada saber a respeito.Portanto , nenhuma credibilidade há que se conceder aos referidos depoimentos.
O primeiro , ouvido pelo Ministério Público,declarou que o Padre João pagou R$ 1.900,00 para colocação de sistema de irrigação no campo do SUL-AMÉRICA F.C de Pescador. O prefeito  de então prometeu mas não cumpriu de pagar os 950,00 que o Clube não conseguiu pagar ao padre , o primeiro réu, assim que tomou pose como prefeito municipal, comprometeu-se a pagá-la mediante emissão de nota fiscal como se fosse prestação de serviços pela Sociedade Artesanato São Vicente Ind. e Comércio, á prefeitura de Pescador, ref. a reforma de carteiras e cadeiras escolares, dívida essa que atualizada seria no valor de R$ 2.000,00, e o primeiro réu se comprometera-se a pagá-la em 04 parcelas.
Assim, há um conjunto probatório suficiente para se concluir que o primeiro réu ( DÉLIO PACHECO ) determinou o pagamento de dívida de terceiro com o dinheiro do erário municipal, sem estar a tanto autorizado , e contou com o concurso do segundo, que para acobertar a operação do primeiro emitiu nota fria, posto que não prestado o serviço.Posto isso , o Ministério Público condena Délio Engrácio Pacheco e Gilvan Mattos  de Oliveira pela prática de ato de improbidade Administrativa que causou prejuízo ao erário  do Município de Pescador-MG . Assim eles deverão ressarcir  ao erário do Município a quantia de R$500,00, atualizada monetariamente desde a data do ilícito , qual seja , 26 de março de 2003, pelos índices de tabela da Corregedoria Geral de Justiça do Estado de MG, acrescida de juros de 1% ao mês desde a citação.Outrossim tiveram a pena de suspensão dos direitos políticos pelo prazo de 05 anos, mínimo previsto na lei.  







Mulher foi morta após uma discussão. Horas depois, o autor cometeu o suicídio na zona rural de Jampruca.

Uma mulher de 36 anos foi brutalmente assassinada na manhã de sábado, 18 de outubro, no Córrego dos Vereadores 2, na zona rural de Pescador, no Vale do Rio Doce. O crime foi cometido pelo seu marido, um homem de 35 anos, que foi encontrado morto horas depois na zona rural de Jampruca.















































































Mulher foi assassinada com golpes de machado – Foto: Ilustração

De acordo com informações da Polícia Militar, por volta das 9h40 da manhã, uma guarnição policial compareceu a casa da vítima Belineide Ferreira Couto, onde já a encontraram sem vida. Testemunhas relataram aos militares, que o autor do crime seria o marido da vítima, Maurício Ginio da Costa.
Ainda segundo a PM, vizinhos informaram que autor e vítima tinham se separado recentemente, e ele morava com a mãe em uma casa próximo. Na manhã do crime, o autor foi até a casa da mulher para ver os filhos e após uma discussão, ele teria pegado um machado e desferiu vários golpes contra a mulher, atingindo as costas e